JSP NOTÍCIAS

JSP NOTÍCIAS
Compromisso apenas com o leitor

segunda-feira, 1 de setembro de 2014

RECADO DE ROBINSON PARA HENRIQUE:"VOU GANHAR A ELEIÇÃO E ELE VAI SENTIR O GOSTO DA OPOSIÇÃO"

Robinson chama Henrique de "adesista"
Primeiro convidado da rodada de entrevistas da 94FM, o candidato a governador Robinson Faria (PSD) não economizou no peso das palavras para se referir ao seu principal adversário, o candidato Henrique Alves (PMDB).
"Candidato do acordão", "o candidato das pesquisas", "adesista", "falácia", "mentira", "oportunismo", "discurso falso", "candidato midiático"…
Robinson disse que Henrique adere a todos os governos com a promessa de ajudar ao Estado, mas não consegue resolver nada, lembrando que mesmo sendo presidente da Câmara e o primo Garibaldi sendo ministro, nada fizeram pelo Governo Rosalba…
Disse que no Governo Rosa ele criou um Conselho Político que não funcionou, que ele mandava e desmandava, e que em eventos do Governo, ele discursava como se fosse o governador e Rosalba a espectadora…
Robinson falou que Henrique não é oposição ao Governo Rosa, já que na gestão atual ainda tem pessoas ligadas a ele, como o secretário de Desenvolvimento, Sívio Torquato, tio do deputado Gustavo Fernandes (PMDB), a Secretaria de Asssitência Social, que tem o DNA do vice de Henrique, João Maia, e o líder do Governo, o democrata Getúlio Rêgo, que vota em Henrique…
Robinson acusou Henrique de nunca ter morado no Rio Grande do Norte, de ter nascido no Rio de Janeiro, ter se criado no Rio e de ser carioca…
De ser um candidato que teme o voto livre.
"Em Pau dos Ferros ele quer as bandeiras verde e a vermelha por ter medo da disputa democrática"…
O candidato Robinson Faria criticou as pesquisas dos institutos Consult e Ibope, disse que desconhecia o instituto Seta, lembrando que a cada eleição aparecem institutos novos, e afirmou que os números que estão sendo divulgados não lhe abalam, creditando toda confiança no instituto GPP, que faz pesquisas para candidatos como Aécio Neves, e que no Rio Grande do Norte reconhece a dianteira de Robinson Faria…
"Vou ganhar a eleição e ele vai ter que sentir o gosto da oposição", disse Robinson, que identificou a carreira política do candidato adversário como "grave carreira adesista", sempre perdendo e aderindo aos vencedores.
 
Fonte: Thaisa Galvão.com.br

NA BRIGA PELO SENADO, FÁTIMA ESTÁ NA FRENTE

De Nominuto.com
 
A candidata Fátima Bezerra (PT) apresenta pequena vantagem em relação a Wilma de Faria (PSB) na disputa pelo Senado, aponta a pesquisa Seta/Nominuto divulgada neste domingo (31). As duas estão numa situação de empate técnico. 
A petista tem 31,8% das intenções de voto na pergunta estimulada. A líder do PSB tem 28,3% das preferências.
Roberto Ronconi (PSL) aparece com 4,3%; a professora Ana Célia (PSTU) com 1,4%; e o professor Lailson Almeida (PSOL) com 0,9%.
Muitos eleitores se mostram indecisos ou com a intenção de anular o voto. Brancos e Nulos somaram 21,8%, e não respondeu 11,5%.
RN_seta_senado_esti_770 

Espontânea
Na pesquisa espontânea, Fátima Bezerra abre vantagem de 5 pontos sobre Wilma. A petista tem 26,6% e a candidata do PSB aparece com 21,6%.
Roberto Ronconi é citado por 2,6% dos entrevistados do Seta; Ana Célia por 1,4%; e Lailson Almeida por 0,8%. Brancos e nulos somam 21,6%, e não respondeu 25,4%.

RN_seta_sen_espo_770 

Rejeição

No quesito rejeição, Wilma de Faria é citada por 25,1% dos pesquisados. Fátima tem 18%; Roberto Ronconi é rejeitado por 11,9%; Ana Célia por 6,2%; e Lailson Almeida por 6,1%.
Brancos e nulos somam 17,2%, e não respondeu 15,5%.
A pesquisa Seta ouviu 1.700 eleitores entre os dias 26 e 28 de agosto. A margem de erro é de 3% para mais ou para menos. O intervalo de confiança é de 95%. O levantamento encontra-se devidamente registrado no TRE-RN pelo número RN-00017-2014.
 RN_seta_sen_rejei_770

sexta-feira, 29 de agosto de 2014

CANDIDATOS A GOVERNADOR DO RN MOSTRAM DESCONNHECIMENTO SOBRE EDUCAÇÃO

Por Portal JH

Após discursos “genéricos” sobre educação, candidatos tiveram seus níveis de conhecimento na área testados pelo jornalista. Foto: José Aldenir
Após discursos "genéricos", candidatos forma testados
Convidados para um debate sobre a educação pública do Estado na manhã de hoje, os candidatos ao Governo do Rio Grande do Norte, Henrique Eduardo Alves (PMDB), Robinson Faria (PSD), Robério Paulino (PSOL), Simone Dutra (PSTU) e Araken Farias (PSL) passaram, antes, por um teste para medir o nível de conhecimento deles sobre o assunto. E o resultado não foi nada animador. Respostas contraditórias e genéricas foram as que mais apareceram nas entrevistas concedidas durante o evento, ao jornalista Eugênio Bezerra, do Jornal Verdade, da RedeTVRN.
As perguntas não foram iguais aos concorrentes, mas se basearam, justamente, no que eles falaram a respeito da Educação. Henrique Eduardo Alves, por exemplo, debateu sobre o problema da evasão escolar mas, quando questionado, não soube dizer nem em quanto gira esse número no Rio Grande do Norte.
Sobre o salário dos professores, que todos são unanimes em dizer que é preciso haver um aumento, nenhum deles soube exatamente de quanto é. Robério Paulino disse ser de R$ 2 mil, Araken afirmou que era de R$ 1,4 mil e Simone Dutra nem chutou. “Algo nessa média de dois salários”, disse ela, pedindo, em seguida, para Eugênio Bezerra cortar essa parte da entrevista.
Segundo o jornalista Eugênio Bezerra, a intenção da entrevista com perguntas que requereram um grau maior de conhecimento por parte dos entrevistados foi, exatamente, para testar o grau de preparação dos adversários. “Para mostrar que eles debatem muito temas genéricos, sem detalhar muito o assunto”, explicou Bezerra.
O debate foi promovido pelo Instituto de Desenvolvimento da Educação. O tema do encontro, que teve a participação da vereadora Eleika Bezerra (PSDC), foi “Educação e Políticas Públicas de Formação de Leitores”.

LEIA OS PRINCIPAIS MOMENTOS DA ENTREVISTA COM OS CANDIDATOS:

HENRIQUE ALVES, PMDB
Eugênio Bezerra: Durante o debate, você falou muito sobre a questão da evasão escolar. Sabe de quanto é o índice de evasão escolar no Estado?
Henrique Alves: Varia muito, porque a cada ano você tem essa problemática. A cada ano tem mais alunos não completando o seu ensino e o seu aprendizado. É uma questão grave porque não é só você não querer estudar. Ele quer estudar, quer completar o seu ciclo, mas muitas vezes é questão familiar. Separação de pai e de mãe, problemas psicológicos, estruturais, financeiros, sociais. A evasão é um problema que nós temos que tratar com muita responsabilidade.

EB: Varia de quanto a quanto, o senhor sabe?
HA: Não tenho esse detalhe porque varia as informações. São muito contraditórias. O governo procura se defender dizendo ser menos. A realidade prova que é mais. Eu espero chegar ao Governo com esses dados todos definidos com muita transparência porque não é só para o meu conhecimento não. Eu tenho que mostrar para o Rio Grande do Norte a realidade, que tem que ser compartilhada. A evasão escolar, o aluno saindo porque não está conseguindo estudar, independentemente da sua vontade, é sem dúvida um dos grandes obstáculos que nós vamos enfrentar.

ROBÉRIO PAULINO, PSOL
Eugênio Bezerra: Sabe quanto ganha um professor no Estado?
Robério Paulino: Muito pouco, muito pouco. Você sai com R$ 2 mil. Hoje o salário de entrada é pouco mais de R$ 2 mil, para um professor que sai da universidade. Então, muita gente está deixando de ser professor para fazer concurso para outras carreiras. Você pega outro país como o Japão, os melhores profissionais querem ser professores. Aqui não, aqui há uma evasão dos professores…

EB: O senhor sabe a quantidade de ausência de professor do quadro ou você tem ideia de quantos existem no Estado?
Robério Paulino: Não faltam professores. Você tem aí 15 ou 20 mil professores no Estado, mas a questão não é a falta. É a falta do professor ensinar. Sala de aula sem ventiladores, sem condições. Uma merenda escolar que falta, milhares de crianças sem tomar café. Qual é o professor que consegue dar aula para crianças com fome entre 7h e 9h da manhã? Elas não param de ir até a janela para tentar saber o que é a merenda e depois chegam lá e a merenda é uma porcaria. Não pode ser. Nós temos que investir pesado na educação. Nós temos estudado muito isso. O percentual do orçamento é em torno de 15%, e queremos algo em torno de 30%.

ARAKEN FARIAS, PSL
EB: O senhor sabe quanto ganha um professor?
Araken Farias: O salário básico, hoje, é em torno de R$ 1,4 mil. O que paga melhor é o município de Parnamirim. Então ganha, inclusive, menos que um policial militar quando ingressa como soldado. Não que o PM não mereça seu salário. Merece sim e muito mais. Mas o professor precisa ser valorizado. Ele nasce professor, não se torna. É uma vocação. E é preciso que a gente incentive com bons salários, com condição de trabalho, com formação permanente, porque não pode passar por um curso de pedagogia e encerrar seu aprendizado. Ele tem que estar em constante aprendizado.
EB: Quantos professores existem no Estado? Há déficit e quanto é gasto com a folha?
Araken Farias: Nós temos dados de que há déficit sim de professores, assim como há de polícia, na saúde… Os números exatos não tenho aqui, mas no nosso plano de governo tem todos esses números. É preciso que se faça sim novos concursos públicos, porque muitos professores hoje já estão se aposentando e não temos novos concursos.

ROBINSON FARIA, PSD
EB: O senhor sabe qual o índice de analfabetismo hoje do nosso Estado?
Robinson foi o único aprovado no "teste"
Robinson Faria: O analfabetismo hoje gira em torno de 15%, que é um índice muito alto, muito embora esteja na média no Nordeste, mas no Brasil está acima da média. O nosso IDEB, por exemplo, está entre os três piores do Brasil, tanto no ensino médio, quanto no fundamental.

EB: O senhor sabe de quanto é o IDEB?
Robinson Faria: O nosso IDEB, hoje, no ensino fundamental é 3.1 e o médio de 3.4. Temos estados com a média de 5.8, 5.7, ou seja, quase o dobro da nossa média. Temos que mudar radicalmente. E isso não é uma tarefa fácil.

SIMONE DUTRA, PSTU
EB: A senhora sabe qual o percentual do orçamento que está sendo aplicado na Educação?
Simone Dutra: Neste ano, o que vem sendo aplicado é em torno de 21%, mas nós propomos é 30% da receita do Estado para a Educação. Defendemos creches para todas as crianças de 0 a 3 anos, a escola em tempo integral e professores valorizados, porque o salário que é pago hoje é um salário de miséria.

EB: Quanto é um salário?
Simone Dutra: O salário nacional são dois salários mínimos.

EB: Aqui no Estado?
Simone Dutra: Não sei te dizer, mas é mais ou menos isso… Mas você corta essa parte, né?

quinta-feira, 28 de agosto de 2014

AVALIAR O TRABALHO DOS POLÍTICOS É DEVER DO ELEITOR

O trabalho de Fátima Bezerra em benefício de São Pedro foi posto em cheque. Segundo opinião publicada na internet, uma escola é muito pouco. Márcia Nogueira e Fortaleza, integrantes do partido em São Pedro comentam esta opinião.
Márcia com Robinson
Para Márcia, o trabalho da deputada deu uma nova estrutura à região Potengi. “A região Potengi está estruturada com a implantação do IFRN e da Previdência Social. Perguntem isso aos nossos jovens que estão usufruindo da belíssima escola que agora estão tendo a oportunidade de freqüentar. Além disso, a própria deputada citou em sua fala domingo, teve a equipagem dos Conselhos Tutelares, inclusive o de São Pedro, que hoje contam com veículo, computador, impressora e outros itens. Os ônibus escolares. Vieram dois e virão mais dois”.
Para Fortaleza, é um equívoco pensar que o IFRN e o INSS não trás benefícios ao povo de São Pedro. Não dá para cada município ter uma instituição dessas. Daí a colocação nas cidade polos, para que todos da região se beneficiem”.
Segundo ele ainda, os benefícios de Fátima poderiam ser ainda maiores para São Pedro. “Uma creche modelo, a ampliação do Isabel Moura e duas escolas para zona rural não saíram, por falta de terrenos para as construções. É um problema grave hoje em São Pedro a falta de terrenos da prefeitura para a construção de novos equipamentos”.
Sobre quem achou muito pouco o trabalho de Fátima em São Pedro, há de se considerar que “a escola de Lagoa de Fora foi feita na gestão de João de Deus, que era adversário político dela. Mas, mesmo assim, a deputada não levou em consideração a questão partidária, apenas o interesse público, e destinou uma emenda parlamentar para a ampliação do Luiz Varela”. E emendou: “Todos sabem que o deputado 'oficial' de São Pedro nestes últimos 10 anos, foi João Maia. Daí muitas obras terem sido executadas através de emendas dele. Outro bem votado em nosso município foi Betinho Rosado, mas não conseguimos identificar uma obra sequer com sua assinatura. É assim que se deve avaliar a atuação de um político. Uns retribuem os votos que teve. Outros ignoram e só lembram da gente a cada quatro anos. E outros, independentemente de ter sido, ou não votado, trabalham em benefício da sociedade, independente de questões políticas. Somos tão carentes de bons políticos, que devemos enaltecer o trabalho daqueles que realmente exercem o seu papel".


PESQUISA CONSULT MOSTRA DISPUTA ACIRRADA PARA O SENADO. ROBINSON REDUZ A DIFERENÇA

Henrique e Robinson: disputa está se acirrando
A pesquisa do instituto Consult para a rádio 98 FM divulgada ontem mostram o avanço das candidatura de Robinson e Fátima, enquanto Henrique e Wilma perdem intenções de voto, levando em conta pesquisa deste mesmo instituto feita em junho. Pelos números divulgados ontem, Henrique Alves (PMDB) tem 35,12% das intenções de voto, enquanto Robinson Faria chegou aos 25,29%. Uma diferença menor de 10 pontos entre eles. Em junho, Henrique tinha 38,2% e Robinson 22,9%. 
A Consult é a mesma empresa que Henrique denominava de "DataWilma" nos tempos em que eram adversários, por sempre apontar resultados favoráveis a ex-governadora.
Para o Senado, a disputa é apertada
A disputa entre Wilma de Faria (PSB) e Fátima Bezerra (PT) aponta um empate técnico neste momento. Wilma obteve 34 % e Fátima 31,59%. A diferença de 2,41, está dentro da margem de erro da pesquisa que é de 2,2 para mais ou para menos, ou seja, dentro da margem de erro, Wilma pode ficar com até 31,8% e Fátima chegar aos 33,79%. 
No mês de junho, a vantagem de Wilma era bem maior. Naquele mês, ela teve 40,4%, enquanto a deputada somou apenas 27,5%.

segunda-feira, 25 de agosto de 2014

ROBINSON E FÁTIMA MARCAM PRESENÇA NA REGIÃO POTENGI

Robinson recebido por Fortaleza
O entardecer de domingo foi de muita animação em São Pedro com a presença dos candidatos da coligação Liderados Pelo Povo que levou uma grande multidão às ruas da cidade para ouvir as propostas de Robinson e Fátima Bezerra, candidatos ao governo e ao senado, respectivamente.
Por volta da 15 horas, já tinha muita gente concentrada no bairro Boa Sorte esperando por Robinson. Ele chegou uma hora depois e daí seguiram todos em uma grande carreata pelas ruas da cidade que culminou com o comício em frente a parada central dos ônibus.
Falaram pelo grupo de apoiadores à candidatura da “Liderados Pelo Povo” os ex-vereadores Florêncio (PR) e Raimundo Baier (PT). Ambos ressaltaram a coragem de Robinson e Fátima de não fazerem parte do acordão e oferecerem ao povo do RN, a chance de escolher o seu futuro.
Fátima e sua ligação com São Pedro
Graça e Fátima
A deputada federal e candidata ao Senado, Fátima Bezerra, lembrou da sua ligação de mais de 30 anos com a cidade de São Pedro. Segundo ela, sua vindas constantes ao município, remonta ao final dos anos 70, quando estabeleceu laços de amizade com a professora Graça Ribeiro.
A amizade gerou apoio político aos cargos disputados por Fátima, que fez parte do parlamento estadual e a três mandatos está em Brasília. Como deputada federal, Fátima alocou recursos para a ampliação da escola municipal Luiz Varela, em Lagoa de Fora, tornando-a a terceira maior instituição de ensino de São Pedro.
O sucesso de Fábio Faria com o eleitorado feminino
Mas, declarou que sua maior conquista, foi a implantação, com recursos seus no orçamento, do Instituto Federal (IFRN) em São Paulo do Potengi, possibilitando que os jovens de São Pedro e demais municípios da região, tenham acesso a um ensino de qualidade bem próximo de suas casas, sem precisar mais, ter que ir para Natal.
Outra conquista da deputada foi a agência da Previdência Social, também em São Paulo do Potengi, que oferece aos trabalhadores e aposentados de São Pedro e região, o atendimento antes só era possível em Natal.
Robinson pregou a liberdade
Robinson discursa...
...para uma multidão.
O vice-governador e candidato ao governo do estado, Robinson Faria (PSD), agradeceu a grande acolhida que teve em São Pedro e agradeceu a todos que de forma corajosa, estão apoiando a sua candidatura, especialmente Fortaleza (PT), Flávio Araújo (PR), Raimundo Baier (PT) e especialmente o vereador Zé da Caçamba (PMDB), que disse não ao acordão e veio prestar o seu apoio à Robinson, Fátima e Cristiane Dantas.
Robinson destacou a liberdade com que as pessoas estão apoiando sua candidatura. “São 7 governadores, 10 senadores, 6 deputados federais, 21 estaduais, mais de 100 prefeitos e até a daqui também está do lado de lá, e vocês não se dobraram a este acordão (…) que prega a mudança. Que mudança? Se são os mesmos que governam o RN a mais de 50 anos. A mudança será deles, que irão mudar de estado após a derrota no dia 05 de outubro”, disse ele, que falou ainda da sua trajetória política, onde exerceu 6 mandatos de deputado estadual e presidiu a Assembléia Legislativa por dois mandatos, sempre sendo reconhecido por cumprir os compromissos assumidos.
Absurdo em Rui Barbosa
A carreta da Liberdade seguiu rumo à Lagoa de Velhos, Barcelona e Rui Barbosa onde um fato inimaginável nos dias hoje aconteceu. Simpatizantes da candidatura adversária bloquearam a entrada da cidade para impedir a entrada da caravana. Foi preciso a intervenção da PM para abrir caminho. Diante da praça lotada Robinson disse: “O povo é livre. O povo tem direito de escolha e ninguém é dono da cidade. Vamos libertar os potiguares dessa velha política! Todos os potiguares tem o direito de conhecer as nossas propostas e escolher em quem vão votar! Vamos lutar cada dia mais por esse direito”, afirmou.
Em São Tomé o povo tomou conta da rua
Foto: Blog São Tomé Notícias
Em São Tomé uma grande multidão
O ponto alto da noite foi a chegada em São Tomé. Lá, uma grande multidão esperava a caravana. Em São Tomé, o ex-prefeito Babá (PSB) apóia Robinson e diante da péssima popularidade do atual prefeito do PMDB, a expectativa é de uma grande vitória naquela cidade.




Agradecimentos: Francisco Luiz (fotos)

sexta-feira, 22 de agosto de 2014

ROBINSON E FÁTIMA EM SÃO PEDRO

Fátima e Robinson em São Pedro
Neste domingo, a "Caravana da Liberdade", movimentação de campanha de Robinson e Fátima Bezerra, estará na região Potengi. O evento terá início por volta da 15 horas em São Pedro e percorrerá ainda os municípios de Lagoa de Velhos, Rui Barbosa, Barcelona e São Tomé.
Em São Pedro, os candidatos serão recebidos por correligionários e apoiadores das mais variadas vertentes políticas, que se uniram contra o acordão que também foi reproduzido localmente entre a maioria dos políticos da cidade.

FÁTIMA ABRE VANTAGEM NA BRIGA PELO SENADO

De Nominuto.com

Por uma pequena margem na intenção de votos, a candidata Fátima Bezerra (PT) lidera a corrida pela única vaga do Senado entre os eleitores de Natal. A petista aparece com 29,1% das preferências na pesquisa estimulada do Seta Instituto. Wilma de Faria (PSB) vem logo em seguida com 25,8% das intenções de voto. As duas estão empatadas dentro da margem de erro, que é de 3% para mais ou para menos, na mais nova pesquisa Nominuto/Seta divulgada nesta sexta-feira (22).
A professora Ana Célia (PSTU) aparece em terceiro lugar com 3,9%; seguida de Roberto Ronconi (PSL) com 3,2%; e de Lailson de Almeida (PSOL) com 2,6% das citações. Brancos, nulos e nenhum somaram 18,4%; e não responderam ou não sabem 17%.
Espontânea
Na pergunta espontânea para o Senado, Fátima Bezerra também lidera com 24,2% das citações; seguida de Wilma de Faria com 20,9%; Ana Célia com 3,4%; Roberto Ronconi com 2,8%; e o professor Lailson de Almeida com 2,1%.
natal_seta-senado_espon_770
Rejeição
Na briga pelo Senado, Wilma apresenta maior rejeição com 32,2% das respostas; Fátima é rejeitada por 21,3% dos entrevistados; Ronconi, por 10,4%; professora Ana Célia por 4,7%; e Lailson por 4,5% dos natalenses.
Brancos, nulos e ninguém somaram 16,1%; e não responderam ou não sabem totalizaram 10,8%.
Natal_seta_senado_rejei_770
O Seta Instituto ouviu 800 eleitores entre os dias 16 e 17 de agosto nas quatro zonas administrativas da capital. A margem de erro é de 3%, para mais ou para menos. O intervalo de confiança é de 95%. A pesquisa Nominuto/Seta foi registrada no TRE-RN com o número 00014/2014.

HENRIQUE E ROBINSON EMPATADOS EM NATAL

Do Nominuto.com
A corrida eleitoral para o governo segue acirrada e aberta em Natal. É o que aponta a mais nova pesquisa do Seta Instituto divulgada hoje (22) em parceria com o portal Nominuto.com. Na estimulada, Henrique Alves (PMDB) obteve 29,4% das intenções de voto na capital, seguido de perto por Robinson Faria (PSD) com 27,5%, numa clara situação de empate técnico.
Simone Dutra (PSTU) aparece em terceiro com 4,6% das preferências; Robério Paulino (PSOL) tem 3,8%; e Araken Farias (PSL) registra 2,9%. Brancos, nulos e nenhum somaram 16,6%; e não sabe ou não respondeu 15,2%.
O Seta Instituto ouviu 800 eleitores entre os dias 16 e 17 de agosto nas quatro zonas administrativas da capital. A margem de erro é de 3%, para mais ou para menos. O intervalo de confiança é de 95%. A pesquisa Nominuto/Seta foi registrada no TRE-RN com o número 00014/2014.
 
Espontânea
Na pergunta espontânea para o governo, Henrique Alves obteve 24,2% das preferências. Robinson Faria vem logo em seguida com 21,8% das intenções de voto, mantendo o empate técnico em relação ao candidato do PMDB.
Simone Dutra registrou 4,2% das citações; Robério Paulino 2,9%; e Araken Farias 2,2%. Brancos, nulos e nenhum somaram 23,3%; e não sabem ou não responderam 21,4%.
 Natal_seta_gov_espon_7701

Rejeição
Henrique Alves registrou maior rejeição, com 22,2% das citações. Robinson Faria é o segundo maior rejeitado, com 19,4%.
Robério Paulino é rejeitado por 12,7% dos entrevistados do Seta Instituto; Simone Dutra por 4,8%; e Araken Farias por 4,9%. Brancos, nulos e nenhum somaram 20,2%; não sabe ou não responderam 15,8%.

terça-feira, 19 de agosto de 2014

HENRIQUE ESTÁ PREOCUPADO

Segundo o Jornalista Lauro Jardim em sua coluna no site da revista Veja, o candidato ao governo do RN, Henrique Eduardo Alves (PMDB), está preocupado com os rumos da sua campanha. Pesquisas feitas para análise interna do comando da campanha, aponta que a situação está se complicando para ele. 
O deputado tão logo soube da publicação, entrou em contato com o jornalista e disse que a sua vantagem para o segundo colocado é de 15%. Veja a nota de Lauro Jardim.

Henrique Alves preocupado

Toma lá...
Alves: insatisfeito com os números
As mais recentes pesquisas internas encomendadas por Henrique Eduardo Alves sobre suas chances na corrida ao governo do Rio Grande do Norte causaram tensão no candidato. E na cúpula do PMDB.

(Atualização, às 14h56: Henrique Alves entra em contato para garantir que suas pesquisas lhe dão quinze pontos percentuais de frente)
Por Lauro Jardim